Notícias

NUESA realiza pesquisa para identificar crianças com necessidades em saúde bucal

NUESA realiza pesquisa para identificar crianças com necessidades em saúde bucal
O Núcleo de Educação em Saúde (NUESA), que pertence à Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Projeto “Boquinha” realizou uma pesquisa sobre saúde bucal com alunos do Ensino Infantil e do primeiro ao terceiro ano do Ensino Fundamental I da rede Básica de Educação.
Segundo a Coordenadora do NUESA e do Projeto Boquinha, Drª Erica Ferrazzoli Devienne, o objetivo da pesquisa, realizada junto aos pais dos escolares, foi identificar crianças com necessidades para tratamento e cuidados terapêuticos preventivos em saúde bucal.
“Gostei tanto do nosso encontro e conhecer tudo sobre dentes, fazer a escovação, usar o flúor vermelho e fazer novos amigos. Muito obrigado a todos!”, agradeceu um dos participantes do programa, Miguel Moreira.
Em virtude da pandemia pela Covid- 19, que restringiu algumas atividades presenciais do Projeto Boquinha nas escolas, a equipe usou a ferramenta do Google Forms para realização de um questionário via preenchimento de um formulário enviado pelas escolas.
Os cuidados e atividades terapêuticas preventivas realizadas no NUESA estão sendo desenvolvidas pela Técnica em Saúde Bucal- TSB, Ednaura Gomes Inocente.
De acordo com a TSB, as crianças e seus pais recebem diversas orientações sobre saúde bucal, participam de atividades educativas lúdicas, aprendem técnicas de escovação e também recebem aplicação do flúor.
“Achei muito importante e prazeroso esse encontro onde foi transmitido à nossos filhos bons ensinamentos e hábitos em relação a saúde bucal, sabemos que o quanto antes começar esse acompanhamento, melhor será, pois sabemos que a nossa saúde começa pela boca. Os profissionais muito bem capacitados, preparados, transmitem segurança para as crianças, além de todo carinho, cuidado”, relatou a mamãe, Kelly Moreira.
A ação, iniciada em 20 de maio, continuará até o final deste ano e já atingiu 44 escolares.
Segundo o Diretor de Saúde Flávio Henrique Domingos, a intenção é que a estratégia beneficie muitos outros escolares enquanto as restrições pela Covid-19 perdurarem.