Represa atinge capacidade máxima, mas população deve continuar economizando

Represa atinge capacidade máxima, mas população deve continuar economizando

Nesta semana, a Prefeitura de Cosmópolis, por meio da Secretaria de Saneamento Básico informou que a represa onde é feita a captação de água do município atingiu a capacidade máxima.

Segundo o Departamento de Água e Esgoto (DAE), o feito não ocorria há mais de um ano, onde todo o Estado de São Paulo passou pela pior crise hídrica dos últimos 91 anos.

No momento, o DAE está captando 900 m³ por hora, ou seja, já tem o acúmulo necessário para captação, porém, a represa ainda precisa de manutenções necessárias.

Mesmo com os resultados, a Prefeitura pede a compreensão da população para que continue evitando o desperdício de água.
No mês de julho passado, o Prefeito Junior Felisbino se reuniu com a Usina Ester para alinhar as ações conjuntas de enfrentamento à crise hídrica.

Também no mês de setembro de 2021, houve o encontro junto ao Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), onde o Prefeito pediu a intermediação junto ao órgão para tratar do desassoreamento da represa do Rio Pirapitingui, que a mais de 40 anos não recebe melhorias e investimentos.

Agora, a Prefeitura aguarda o posicionamento do DAEE sobre a análise realizada na represa no mês de novembro e finalizando esta etapa será iniciada a conclusão do laudo enviado ao órgão. Após isso, poderá ser feita a dragagem e posteriormente o desassoreamento da represa.

“Esse é um assunto prioritário desde que assumimos a gestão. Tenho buscado parcerias e ações para evitar o desabastecimento no município e que nossos cidadãos não sofram mais com a falta d’água”, afirmou o prefeito.

AEE inaugura novo polo na EMEB Tutu Balloni

O Atendimento Educacional Especializado (AEE) é definido como um serviço da Educação Especial, destinado aos alunos com deficiência da Rede ...