Saúde

VIGILÂNCIA SANITÁRIA DE COSMÓPOLIS EFETUA BLOQUEIOS REGULARES DE COMBATE À DENGUE

VIGILÂNCIA SANITÁRIA DE COSMÓPOLIS EFETUA BLOQUEIOS REGULARES DE COMBATE À DENGUE

O bloqueio mais recente foi realizado na Vila Kalil e mobilizou cerca de 12 servidores da Vigilância Sanitária de Cosmópolis (VISA). Cerca de 296 casas foram tratadas, onde residem mais de 600 pessoas.

“O bloqueio químico é necessário quando há casos confirmados em uma parte ou totalidade de um bairro onde uma transmissão pode ocorrer, mediante casos já confirmados”, explica  o supervisor de Zoonose , Edimar Lopes de Almeida.

As equipes da VISA já fizeram bloqueios nos bairros Uirapuru, Jardim de Fáveri e Vila Kalil. Segundo Edimar Lopes, os critérios para a realização dos bloqueios são técnicos e apenas efetuados em último caso. “Todos os casos de dengue no município são investigados a fim de se obter uma amostragem fiel, se está ou não ocorrendo transmissão em área de casos suspeitos ou confirmados. Em Cosmópolis, pelos dados obtidos, os casos estão distribuídos de forma bem homogênea, não há, portanto, uma localidade mais afetada que a outra, mas temos uma atenção especial no Jardim Cosmopolita, Jardim de Fáveri, Vila Guilhermina e Uirapuru”, disse Edimar.

Em Cosmópolis, o mais recente boletim dos casos de Dengue informa que há 40 casos confirmados até o presente momento, sem nenhum caso grave e nenhuma morte. Em 2019, no mesmo período havia 66 casos, o que indica que esse ano a cidade se mantém em um nível controlado da doença.

A Dengue é uma doença viral transmitida por mosquitos que ocorre em áreas tropicais e subtropicais. Pessoas infectadas com o vírus pela segunda vez têm um risco significativamente maior de desenvolver doença grave. Os sintomas são febre alta, erupções cutâneas e dores musculares e articulares. Em casos graves, há hemorragia intensa e choque hemorrágico (quando uma pessoa perde mais de 20% do sangue ou fluido corporal), o que pode ser fatal. O tratamento inclui ingestão de líquidos e analgésicos. Os casos graves exigem cuidados hospitalares.

A dengue é transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti. Após picar uma pessoa infectada com um dos quatro sorotipos do vírus, a fêmea pode transmitir o vírus para outras pessoas. Há também registro de transmissão por transfusão sanguínea.

Por isso, é importante combater o mosquito da dengue, fazendo limpeza adequada e não deixando água parada em pneus, vasos de plantas, garrafas, pneus ou outros recipientes que possam servir de reprodução do mosquito Aedes Aegypti.

Deixe um comentário

COMUNICADO – ATRIBUIÇÃO DE AULAS

O Secretário de Educação da Prefeitura Municipal de Cosmópolis, no uso de suas atribuições legais, informa todos os professores ...