Cosmópolis adere ao programa “TODAS in-rede”

Cosmópolis adere ao programa “TODAS in-rede”

No final da tarde de ontem (28) o prefeito de Cosmópolis, Junior Felisbino e a Secretária Municipal de Promoção Social, Fran Oliveira participaram do lançamento virtual do programa ‘TODAS in-Rede’. O programa realizará curso de ensino a distância destinado aos profissionais das Delegacias de Defesa da Mulher e da Rede de Proteção, sobre o atendimento à mulher vítima de violência, entre outras ações voltadas à mulheres.
A secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão, e a primeira-dama do Estado de São Paulo e presidente do Fundo Social de SP, Bia Doria e prefeitos da região também participaram da reunião virtual.
Na ocasião, Junior Felisbino agradeceu à Bia Dória por todo empenho e ações sociais voltadas para Cosmópolis e afirmou que solicitará recursos voltados para as mulheres do município.
“É fundamental que a gente tenha recursos e atenção às políticas públicas voltadas paras as mulheres do nosso município”, disse.
Conheça as ações do Programa
O programa conta com diversas ações estratégicas para alcançar o objetivo de unir as mulheres com deficiência, visando o protagonismo feminino dentro do segmento. Entre as principais ações estão:
Curso de ensino a distância sobre o atendimento à mulher vítima de violência, destinado aos profissionais das Delegacias de Defesa da Mulher e da Rede de Proteção;
Site acessível, informativo e interativo, com canais de denúncia, entrevistas, artigos e disponibilização de endereços da rede de proteção e atenção à mulher;
Campanhas de comunicação nas redes sociais e articulações intersetoriais de forma a garantir alternativas à autonomia financeira da mulher com deficiência.
Ações voltadas para as mulheres em Cosmópolis
A atual Administração sancionou o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher com a finalidade de promover políticas que visam coibir, reduzir e eliminar a discriminação e a violência contra a mulher, assegurando condições de liberdade e de igualdade de direitos, bem como o exercício pleno de sua participação no desenvolvimento social, econômico, político e cultural da sociedade.
Também nesta Gestão foi lançado o aplicativo “Viva Mulher”, com objetivo de socorrer mulheres vítimas de violência doméstica e feminicídios. O aplicativo pode ser baixado nos celulares das mulheres que possuem medidas protetivas contra agressores. O sistema é semelhante a um “botão do pânico”, e é totalmente gratuito.

Share this post