Por falta de qualificação da antiga gestão, Policiais perdem concessão de porte de arma

Por falta de qualificação da antiga gestão, Policiais perdem concessão de porte de arma

A Secretaria de Segurança Pública e Trânsito vêm a público informar que os integrantes da Guarda Municipal encontram-se sem a concessão de porte de arma, devido à falta de regularizações por parte da antiga Administração, que deveria ser feita desde o ano de 2017.

A Guarda Municipal possui Acordo de Cooperação Técnica com a Polícia Federal (PF) para concessão de porte e, para a manutenção do Acordo, a GM deve cumprir as determinações regulamentares expressas, que são fiscalizadas pela PF.

Em setembro e novembro de 2020 foram realizados procedimentos fiscalizatórios pela PF para o cumprimento dos termos no acordo. Nas fiscalizações realizadas no ano passado, foram constatadas irregularidades, dentre elas, a ausência de cursos de capacidade técnica, além da ausência do arquivamento de laudos e certidões exigidos.

O atual Secretário da pasta, Sesã Fontana foi notificado a comparecer na sede da PF em São Paulo, quando tomou conhecimento das citadas irregularidades. Diante disso, foram iniciados imediatamente os trabalhos a fim de sanar as irregularidades apontadas.

Sem medir esforços, foi nomeada uma comissão para a realização das qualificações e um mutirão para emissão da documentação dos guardas que não estavam arquivados. Também foram compradas munições e alvos para as aulas de tiro. Foi realizado convênio com a GM de Paulínia, a qual cedeu o Estande de Tiros para realização do curso e provas.

Na data de hoje (8), já está sendo protocolado junto ao departamento competente da PF um pedido de reconsideração, instruído com todas as providências tomadas até o momento. Também está sendo instaurada sindicância para apurar eventuais responsabilidades.

Para tranquilizar a população, o Secretário informou que possui uma licença expedida pelo Tribunal de Justiça de São Paulo – Comarca de Cosmópolis, que autoriza o porte de arma aos integrantes da GM. Por fim, a Secretaria de Segurança e Trânsito reafirma o compromisso de que está trabalhando no sentido de regularizar os termos do convênio outrora não cumpridos, sendo oportuno esclarecer que a primeira turma do EQP já está perto de concluir o curso.

Share this post